sábado, 9 de dezembro de 2017

Diaboladas #7

Muito boa noite, caros betas diabísticos! Como é sabido em toda a Diabosfera, todo início de mês temos as famosas Diaboladas (e para quem ainda não sabe) que é um formato de post em que este Pobre-diabo lista algumas notícias com destaque nacional/internacional, complementadas por ácidos comentários diabísticos, que nos fazem refletir acerca da penosa condição de humilhação, fracasso, desespero e abandono que incautos betas sofrem por não conhecerem a revolucionária Filosofia Diabística. Alguns poucos ainda são resistentes em aceitar a superioridade deste conglomerado de conhecimentos que veio para estourar a boca do balão, detonar geral, tornar o beta um cara supimpa para dedéu, além de salvar o pouco de dignidade que ainda sobra para seres desprezíveis como nós, meros mortais betísticos.

Com o intuito de se expandir ainda mais, mesmo já tendo atingido os seis continentes, a Filosofia Diabística precisa cada dia mais ser complementada pelos conhecimentos aprendidos mediante o sofrimento de nossos profetas diabísticos, os quais penam nesse mundo vil para adquirirem conhecimentos que serão transmitidos de geração em geração afim de fazer com que nossos próximos não sofram patavinas de nada do que já passamos! Enfim, vamos às notícias!!!



Para quem não está antenado nas notícias, nos últimos dias o Naldo Benny foi preso. Ele agrediu a sua esposa, mas essa não foi a razão dominante de seu encarceramento. A razão da sua prisão foi o porte ilegal de uma arma que ele disse que sequer sabia onde estava, porém sua queridíssima mulher indicou aos policiais a localização a fim de vê-lo se foder ainda mais do que ele já estava fodido. Após uma calorosa discussão motivada pelo ciúme (que alta autoestima desses dois), ele se achando o bicho-grilo em decorrência de sua outrora fama, desceu o cacete na mulher e esqueceu que ela detinha o poder máximo de foder a sua vida simplesmente pelo fato de ser mulher. Muito mais motivada pelo fato de agora estar casada com um fracassado que sequer reflete a imagem daquele cara de sucesso com quem se casou, ela não pensou duas vezes antes de o denunciar por violência doméstica. Ainda não saiu o exame de corpo de delito, mas assim como aconteceu com o Vítor (da dupla com Sorocaba) em que a mulher o denunciou por agressão e depois retirou a denúncia mesmo não sendo comprovado nada, o Naldo vai se foder por ser um beta burro que não percebe que seu patamar de ex-rico é a exata motivação do asco que sua mulher, que até há pouco o admirava, sente. 

Borocoxô que só ele, ao invés de juntar os cacos e proteger o pouco de dignidade que ainda lhe restava, fez um vídeo chorando pedindo perdão pelo que fez. Além de estar na pindaíba, ele não percebeu que tombou o jipe com a sua esposa. Não que qualquer agressão justifique algo, mas esse foi o motivo que ela estava esperando para dar o pé na bunda do mocorongo fracassado que não percebeu que a sua oportunidade já passou.



Ao invés de ser burro como o beta anterior, esse beta botou para quebrar. Assim como todo beta viciado em extremos sensoriais, esse mocorongo após três anos de relacionamento com sua mulher decidiu se casar. Assim que os problemas financeiros vieram (sempre eles), além de ser um chato de galochas, sua esposa estava disposta a pagar 2000 euros para matá-lo, pois sua presença lhe causava ânsias de vômito. Porém, o que ela não contava era que o assassino contratado seria amigo de seu marido e como um amigo leal lhe contaria as intenções de sua querida esposa. Ao simular a morte do marido e publicar fotos dele nesse estado, "ela riu-se quando viu as imagens" o que demonstra o total descaso dela com o homem que um dia a amou. Com todas as provas em mão, esse homem, serelepe que só ele, as entregou à polícia, condenando sua amada esposa pelo seu crime.

Esse beta merece nosso respeito, pois ao invés de se humilhar para ter a atenção de uma pessoa que o desprezava, agiu de forma a juntar provas de que ela queria exterminar a sua existência. Ao invés de se sujeitar ao poder bucetificante, ele juntou forças e vingou a sua existência. Bem-aventurado o beta que prova ser digno de respeito, aleluia!



Esse caso foi enigmático! Porém, obviamente por ter sido com um homem, não tomou as proporções devidas caso ocorresse com uma mulher. Ao ser interpelado por uma mulher branca e loira para que saísse da fila porque ali não era seu lugar, esse nobre beta demonstrou o poder do dinheiro! Como venho defendendo há muito tempo, apenas o dinheiro salva! Tanto que essa foi uma das respostas dele à ela, ao dizer que ele era apenas "um negro com dinheiro". Nem usuário de mijo de rato, nem empresário fake (anote-se: sócio em barraquinha de cachorro quente com outros seis mortos de fome), mas sim alguém que sabe o poder que o dinheiro pode ter. O que ele fez? Sambou na cara do preconceito ao mostrar que apenas o dinheiro importa! E foda-se o resto...

EXTRA: BLOGUEIRO DIABÍSTICO HUMILHA MATRIXIANO

Pobre-diabo em seu confortável carro junto com o extrato de sua conta bancária. Será que a noite promete?

O blogueiro conhecido como Pobre-diabo, mentor da famosa Filosofia Diabística, apresentou neste sábado provas que derrubaram por terra boatos que colocavam em jogo a veracidade das informações postadas no reduto betístico diabístico, provando de uma vez por todas que ele é 100% honesto. Essa notícia causou um alvoroço em toda a Diabosfera, pois Pobre-diabo já se envolveu em outros conflitos com blogueiros, tendo desmascarado e rechaçado todos eles. Betas de todos os lugares do Brasil, componentes dessa seleta patota, esperaram ansiosamente pelas informações e hoje comemoram a vitória de seu líder e o seu reconhecimento supremo, sendo admirado ainda pela sua competência, sabedoria, humildade, humanidade e honestidade, principalmente.

Se PD é reconhecido como um excelente blogueiro e 100% honesto, o mesmo não acontece com o sujeito mais matrixiano da blogosfera, conhecido pelas alcunhas de "entregador de pizza" , "roliço", "usuário de mijo de rato" , "braço de linguiça", entre outros, que é e sempre foi a maior chacota de toda a Internet e não entende bulhufas de nada, achando que venceu na vida porque tem um braço gordo cheio de estrias (além de tetas decorrentes de ginecomastia) e beija gordas faveladas compradas com batata frita que na grande maioria são diaristas e faxineiras com o primeiro grau incompleto, além de serem banguelas e bafentas.

Enquanto esse João-Ninguém torra todo o seu salário mínimo com bombas falsificadas e precisa fazer bicos em pizzaria para não morrer de fome, Pobre-diabo foi visto em seu carango automático, com o teto solar aberto e duas garotas gostosas em seu interior, traquinas que só elas, as quais ele chama de "damas da luxúria", indo direto para um local supimpa que ele chama de "abate", local este regado a uma bebida divina e poderosa denominada "elixir dos deuses". 


Um abraço do Pobre-diabo!


Obs:
-O que acham de agora pedirmos para o entregador de pizza roliço provar o seu "shape", que ele diz ser fodástico (quase um Jeff Seid), as gostosas nota 8 que pega (melhores até que a Amanda Lee), o seu salário de empreendedor e sua incrível moto Ninja? Nada mais justo, já que ele foi quem mais pediu provas da honestidade deste Pobre-diabo.

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

MANUAL DE SOBREVIVÊNCIA DIABÍSTICA DO BETA

Introdução

Seguindo os inúmeros pedidos que tenho recebido no email diabístico (pobrediabo@protonmail.com), estarei repostando em algumas quartas-feiras os posts de maior sucesso do blog que foi perdido. Assim, trago para vocês, nobres betas, um texto muito importante para refletirmos acerca dos extremismos que as vezes acometem alguns de nós e como a consciência do nosso lugar nos ajuda a não sermos engolidos pela matrix.

____________________________________________


Há   um   vasto   número   de   livros,   artigos   e   texto   sobre   questões   de desenvolvimento pessoal, abrangendo assuntos de várias matérias. Considero isto extremamente importante para nós betas, pois abre a nossa visão para o mundo e de como funcionam as relações humanas, analisando as questões sob uma ótica que perpassa o simples contato físico, oral, visual, e que ocorre antes de tudo em nossa própria mente. Buscar estes conhecimentos e refletir sobre eles nos ajuda a tomar atitudes, evitar outras, mudar a forma de pensar e de agir, com o fim de sobreviver a este terrível mundo alfa-betístico. Se o beta não deseja evoluir, pode abandonar tudo isso e simplesmente viver como um Zé ruela perdedor ou voltar a ser como toda a escória existente, que possuem seus olhos vedados para a realidade.

Não estou falando aqui de Pick-up artist (PUA), em que tenta-se ensinar homens a seduzir e conquistar mulheres, MGTOW (Men Going Their Own) em que homens combatem o feminismo e decidem contrapor-se à sociedade, evitando contato com mulheres, enaltecendo a individualidade suprema masculina e pregando contra o casamento (também sou contra) ou movimento da real, que desmascara as mulheres e suas artimanhas, mas não é tão bem definido, assemelhando-se ao MGTOW, o qual apresenta ideias mais rígidas, todavia diferindo-se, às vezes, em alguns aspectos, como o marriage strike absoluto deste último. Existem, também, outras formas de agir ou “movimentos”, como os soshokukei danshi (herbívoros) e os hikikomoris, existentes no Japão, em que os primeiros possuem desinteresse sexual e pensam somente em si ( alguns parecem muito afeminados) e os segundos que são mais antissociais, aficionados por vídeo games, desenhos e não saem de casa, permanecendo conectados à internet o tempo todo (parecem com um indivíduo brasileiro que vindo de um blog anterior ao blog do Pobre-diabo, que misturava questões da real, com financeiras imediatistas, pregando viver com um baixíssimo consumo e status, a fim de poupar bastante dinheiro para uma vida idílica no futuro.

Pois bem, como sou um beta muito introvertido, com indícios de autismo, desenvolvi muito bem o meu lado observador e crítico, por isso gosto de conhecer tudo, fazer as devidas relações e, por meio das observações, análises, contraposições e experiências, criar meus sistemas e, a partir destes, minha forma consolidada de pensar e meus planos de ação. Como já devem ter percebido, não gosto de ficar assumindo bandeiras, como as citadas no parágrafo anterior, pois acredito ser algo muito simplório e medíocre você assumir um lado e esquecer-se de tudo o que existe nesse mundo, acrescentando que não somos exatamente iguais e nossa realidade também não, por isso uma forma única de ser não gerará a satisfação máxima de nossas expectativas e vontades, dentro de nossas possibilidades, considerando o nível alfa-betístico que nos encontramos.

Antes de assumir a preferência por qualquer um dos movimentos, é importante destacar que o que vale, de fato, é apenas se a nossa vida será melhor, isto é, se seremos mais felizes (ou menos tristes). Assim, conhecendo todos os lados e abstraindo o que há de melhor em todos eles, podemos elencar o que trará melhorias para o homem beta. Neste texto não será abordado o material completo do estudo, mas algumas dicas infalíveis para o beta se aperfeiçoar. Esse texto a partir de agora será considerado sagrado, tornando-se um manual diabístico de como o beta deve ser e agir, a fim de não ser engolido pela maldade, egoísmo e egocentrismo alfístico, sobrevivendo a este mundo cruel, sujo e insano. Sendo menos teórico e mais pragmático, como nós betas devemos ser, vamos às dicas do “Manual de Sobrevivência Diabística do Beta”:

MANUAL DE SOBREVIVÊNCIA DIABÍSTICA DO BETA

As frases deste manual estão no imperativo, pois são mandamentos sagrados que os betas deverão seguir caso queiram evoluir e sobreviver da melhor forma possível no nicho alfa-betístico. Lembrando que o objetivo deste manual é trazer melhorias físicas, psicológicas, emocionais e sociais para os betas e prepará-los para uma vivência menos sofrida. Salienta-se que utilizei o termo “diabística” por ser elaborado por mim, o Pobre-diabo e fazer referência à minha pessoa; o termo “diabólico” passaria uma imagem de algo perverso e malvado, o que não teria nada a ver com o tema. Seguem os 25 mandamentos:

1. Ocupar a cabeça com outras atividades e hobbies
Desenvolver outras atividade e hobbies faz bem para o psicológico e social do beta, evitando estados clínicos de depressão e desenvolvendo o lado psicológico e social. Nestes meios se criam amizades e até relacionamentos (sexuais).

2. Praticar musculação
A musculação altera o corpo masculino para melhor, dando volume, que se traduz em mais autoestima e poder. Além de garantir um corpo mais bonito, que é mais atrativo para as mulheres e mais intimidador para os outros homens, a musculação traz benefícios à saúde e longevidade.

3. Desenvolver o nível intelectual
Desenvolver o nível intelectual é importante em todos os sentidos, tanto profissional, pois sendo mais inteligente poderá galgar trabalhos e remunerações melhores, como social, tendo o beta mais assuntos para conversar, tornando-se mais atrativo e diferenciado.

4. Desenvolver o traquejo social
Este é um dos mandamentos mais importantes. Saber lidar com as pessoas, ser bem quisto, saber conversar e agir no meio social, garantem que o beta não seja um estranho no meio das pessoas, passando a imagem de ser um perdedor e fracassado sem graça.

5. Cuidar da aparência
Isso é óbvio. Uma melhor aparência além de tornar a pessoa mais atrativa, causa uma boa impressão e até dá um ar de credibilidade. Pessoas desleixadas imprimem em seus rostos a imagem de serem desorganizadas e erradas, não passando confiança.

6. Policiar-se com relação à postura
A postura que você tem faz com que todas as pessoas ao seu redor, automaticamente, imaginem como você é. Ou seja, dependendo de como é sua postura, você será considerado um retardado mental ou alguém normal.
Portanto, sempre se policie e não transmita uma imagem negativa. Depois de certo tempo você acaba acostumando.

7. Cuidar da imagem transmitida
O beta deve sempre se auto avaliar e imaginar como as pessoas devem estar o enxergando. Deve sempre pensar em todas as possibilidades, afinal, as pessoas são cruéis e pensam sempre o pior do beta. Assim, deve sempre buscar transmitir uma boa imagem de si, cuidando da aparência, da postura, da forma de agir, de falar e o que falar.

8. Demonstrar confiança e competência
Esses são atributos de alfas. Betas que aprendem a demonstrar confiança e competência são mais felizes nos ambientes profissionais, fraternais e amorosos. Falar com autoridade ajuda muito. Ninguém gosta de ficar perto de pessoas que exalam o cheiro do fracasso.

9. Buscar conhecimento sobre múltiplos temas e aprender novas coisas 
Saber falar sobre tudo é uma habilidade muito importante no convívio social. A pior coisa que tem é aquele clima de não ter assunto para conversar com alguém depois de ter dado um bom dia ou ser interpelado sobre um assunto simples e banal e não saber dar continuidade à conversa. Passa-se uma imagem de chato, causando repulsa nas pessoas.

10. Buscar elevar seu nível financeiro
Não é dúvida para ninguém que ter dinheiro, além de dar conforto, significa possuir poder. Ou seja, ter dinheiro significa ter felicidade;

11. Não se apaixonar
Apaixonar-se é uma das coisas mais idiotas que existe, pois o homem se ilude e cria expectativas de algo irreal. Neste estado, o homem idealiza determinada mulher e não enxerga tudo o que é inerente a ela, como os seus instintos hipergâmicos e eugenistas. Assim, o betas deverá sempre ser desapaixonado, olhar as mulheres com a racionalidade devida, pois uma mente lógica não o colocará em apuros, como aconteceria se você agisse com paixão, dando ouvidos aos sentimentos, que de inteligente não tem nada!

12. Não idealizar as mulheres
Atitude normal de manginas, idealizar as mulheres significa você se considerar inferior a elas. Fazendo isso, você já se coloca em uma situação de perdedor perante elas. Portanto, nunca idealize uma mulher e a enxergue como ela enxergaria você, ou seja, apenas sob um olhar do que o que ela tem a te oferecer.

13. Não ter pena de ninguém, nem de você mesmo
Betas costumam ser pessoas boas. Pessoas boas costumam possuir empatia e pensar no próximo, muitas vezes tendo pena e agindo com compaixão. Saiba que as outras pessoas não terão pena de você e farão de tudo para te deixar para baixo e ganhar o seu espaço. Não tenha pena de ninguém e faça o que for para ser o melhor e se dar bem. Não tenha pena de você, pois ninguém terá.

14. Não se iludir com mulheres novinhas, lindas e gostosas.
Isso é uma coisa que acontece muito com betas. Ficam idealizando mulheres estilo princesas. Muitos acreditam que quando serem velhos vão inclusive casar com meninas de 18. Isso é a coisa mais idiota que existe. Se o cara é beta e não pega nem baranga, quem dirá sendo velho. Para o beta que quer esse tipo de mulher é apenas pagando GP ou arrumando uma sugar baby.

15. Não ser bonzinho
Ser bonzinho é algo natural para os betas, pois além de não gostarem de ser mal, têm medo de agir no sentido de confrontar as pessoas. Isso não traz nada de bom para o beta, pois sempre será o capacho de todo mundo, nunca demonstrará confiança e não ganhará respeito sendo assim.

16. Ser competitivo
Isso é algo que o beta deve ser, sempre buscando ser o melhor e se diferenciar dos demais. Não adianta ficar na mesmice, não fazendo nada para melhor, e depois chorar que a vida está ruim. Sendo competitivo o beta sempre procurará ser o melhor, tendo como fim sempre ganhar mais dinheiro, a fim de ser liberto.

17. Não se desculpar
O beta não deve sair se desculpando quando erra ou quando desagrada alguém. Perceba que pessoas orgulhas impõe respeito e ninguém mexe com elas.

18. Encarar qualquer pessoa, seja homem ou mulher
Um homem de respeito não deve nunca olhar alguém com medo. Isso é algo que betas fazem, baixam a cabeça para qualquer um por pura covardia. Por isso, se quer transmitir respeito, jamais baixe a cabeça para alguém.

19. Não deixar que zombem da sua cara
Nunca deixar ninguém fazer piada com a sua cara ou humilhar em público. Isso transmite uma imagem extremamente negativa. Se a reação do beta é dar aquele sorriso amarelo ou ficar vermelho e quieto será pior ainda, todos o olharão como fracassado e fraco. Se alguém fizer esse tipo de coisa, o beta já deve na hora encaram, intimidar e enfrentar a pessoa que falou.

20. Não demonstrar medo
Medo é a pior coisa para um homem. Todos sentem nojo de uma pessoa medrosa. Mulheres chegam a vomitar olhando para um beta medroso. Sendo medroso jamais se conseguirá nada, nem profissional, nem com mulheres.

21. Falar em bom tom, com autoridade e nunca gaguejar
Falar em bom tom mostra que você tem confiança. Pessoas que falam baixo e gaguejam demonstram não terem certeza de nada e serem pessoas fracas.

22. Não demonstrar timidez
Timidez traz a imagem de ser fraco e sem confiança alguma. Mulheres têm nojo de homens tímidos. Alfa pode até ter um certo grau de timidez; betas não. Betas tímidos, além de perdedores, são chacotas e causam asco nas fêmeas.

23. Não se derreter com o jeitinho meigo da mulheres
Homens, principalmente betas, quando veem uma mulher bonita com seu jeitinho delicado e meigo se derretem. Nesse estado os idiotas fazem qualquer coisa pela mulher, acreditam em tudo que elas falam e até aceitam ser cornos.

24. Jamais ser mangina
Esse é o principal mandamento do beta. Jamais ser mangina! Homem nenhum deve ficar aos pés de mulher nenhuma. Quanto mais mangina o beta for, mas humilhado será pelas mulheres. Nas relações o mangina tem toda a sua vida sugada, junto com suas energias, seu dinheiro, sua felicidade, seu tempo e suas forças.

25. Não abrir mão do que é seu
Nunca abra mão do que é seu em prol de ninguém que seja. Não abra mão de um centavo sequer. Sempre pense em você e em sua satisfação.


Um abraço do Pobre-diabo!


Obs:
- Sábado próximo serão postadas as provas que o nosso amigo braço de linguiça (entregador de pizza) pediu. Postarei fotos comprovando que tudo o que eu posto sobre minha vida é verdadeiro e que esse reduto é 100% honesto. 

domingo, 3 de dezembro de 2017

Uma noite alfística, que só o dinheiro pode proporcionar a um beta!



Sexta-feira, dia 1° de dezembro, um pobre-diabo foi feliz. Obviamente que iniciei ingerindo a poção da felicidade, o elixir dos deuses, ou seja, cervejas artesanais. Depois de sair da minha escravidão (trabalho), liguei para dois camaradas (um betas B e outro beta C) e convidei-os para apreciar um líquido divino chamado Red Ale. Para quem olha nós três chegando em algum lugar vê um festival de breguice e feiura, verdadeiros secadores natos de vaginas. Entrando, temos uma arma secreta, que vence qualquer coisa, chamada DINHEIRO. Esses dois camaradas são concursados e possuem uma boa remuneração, o que compensa o fato de serem mais feios que cu cagando. Mesmo tendo grana, os muitos anos de bullyings, misobetia e betafobia destroem a autoconfiança de qualquer cara, fazendo-os mais covardes que cadelas, com medo de chegar nas pervas, algo muito comum entre betas. Para tentar ganhar coragem, começamos a beber nossas adoráveis cervejas e mais a noite fomos à um outro lugar. 

O barzinho que fomos tinha uma decoração rústica, era um local voltado para um público um pouco mais seleto (não havia pobretões de 30 anos, inchados de bombas falsificadas, usando roupas de adolescentes tipo swag, andando de moto barata velha e com condições de comer somente batata frita). Vocês já devem imaginar que havia muita mulher lá, muitas gostosas inclusive, que fizeram o diabinho enrijecer como uma rocha, assumindo proporções gigantescas no interior da minha roupa de baixo. Estávamos em uma mesa e próximo a nós havia três mocinhas (em média notas 5 e 6), com seus 24 ou 25 anos, prontas para serem devoradas por um macho predador (eu já estava me sentindo assim depois do quarto copo). Meus camaradas estavam se peidando de medo de chegar nas garotas (medo igual o blogueiro pobre e fracassado com nome de passarinho ficou quando chamei ele para a porrada). Eu criei coragem e comecei a olhar fixamente para uma das garotas, que começou a perceber o meu olhar maligno. Entretanto tinham dois caras próximos a elas que não paravam de olhar para elas também, eram nossos concorrentes naquele momento. 

Foi aí que meu camarada achou o pulo do gato. Chamou o garçom e mandou trazer um espumante com aquelas velas que piscam, já para demonstrar o poder financeiro dos betas que ali estavam e combinamos de cantar parabéns para o outro camarada, para ter um motivos de fazer aquilo e não parecer três retardados mentais. Quando os garçons estavam trazendo a bebida, começamos a cantar de forma tímida parabéns, só os três betas escrotos e dois garçons. Para a nossa surpresa, várias pessoas de outras mesas começaram a bater palma e cantar, o que com certeza mudou a visão que as pervas tinham de nós e fez com que todos tivessem inveja de nosso poderio. Nem tomei aquela merda, porque odeio o gosto, mas que mudou a forma como nos olhavam isso eu posso garantir. Começamos os três a olhar para elas, até que começaram a aparecer tímidos sorrisos em seus rostinhos angelicais, porém eu não sabia se estavam rindo da nossa cara de beta escroto ou rindo para nós. Foi então que criei coragem e fiz sinal as chamando, o que foi prontamente atendido. Na hora meu camaradas colocaram a chave de seus carros na mesa (um tem uma BMW 320i e outro tem uma Hilux). Tenho certeza que as chaves, a bebida cara e as porções de Sushi e Sashimi afetaram as garotas, pois elas chegaram super sorridentes e simpáticas, o que não aconteceria se tivesse na mesa uma porção de batata frita, refrigerante e a chave de uma moto velha.


Começamos a conversar, porém os meus amigos estavam tímidos e quase não falavam, sobrando para mim ficar tagarelando, talvez seja por isso que notei que duas delas estavam dando muita moral para mim. Como não sou bobo, já escolhi a melhor delas, que não era muito bonita de rosto, mas tinha um corpinho delicioso, que é o que importa (óbvio que as duas não iriam aceitar me dar juntas, mas nossa mente beta altamente pornografica sempre pensa essas coisas). Comecei a encher as garotas com vários drinks, com nomes diferentes, que nem olhávamos os preços, mas que eram bem caros, pois queria encorajá-las a pegar os caras horríveis que estavam na frente delas. Elas com certeza estavam adorando ser paparicadas, que mulher não gosta de vida boa e conforto? Em dado momento, mais a vontade, troquei telefone com a minha garota, que chamarei de Stella (em homenagem a uma linda e talentosa atriz). Meu camarada deu ideia de pegarmos uma baladinha e assim fizemos. Pude perceber nos rostos das amigas da Stella que não ficaram muito animadas com os meus amigos, verdadeiros exemplares horripilantes de pessoas, uma mistura de Batoré e Cerveró, sem graça e covardes. Pagamos as contas e saímos de lá. O álcool mais o tesão de estar com Stella me anestesiaram, não me importando com a conta (que foi relativamente alta). 

Nesse momento, achei que as três me queriam e não eles, porque eles não falavam quase nada, mas como é melhor um passarinho não mão que dois voando, fiquei só dando atenção para Stella. Saímos do barzinho e eu, com a coragem de um espartano dada pelo álcool, sentindo-me um alfa, já passei a mão na cintura de Stella, a qual me deu um lindo sorriso maroto, que fez o little devil endurecer a ponto de furar a minha cueca. Meus amigos betas ficaram com cara de bobocas, tendo que eu conduzir as mocinhas inocentes para os seus carros poderosos. Foi nítida a reação das garotas ao verem as máquinas dos caras. Naquele momento percebi que eles já não eram mais betas B e C, mas sim betas A. Embarcamos e fomos. Como sou um predador, já meti a mão na parte interna das coxas da Stella e meti um beijo safado nela. Com a mão esquerda peguei em sua nuca e a segurei pelos cabelos. A ingênua dama simplesmente se entregou e naquele momento eu era o seu único e verdadeiro macho. A partir daí aconteceram cenas proibidas para menores de 18 anos. Apertei os seu glúteos redondos e seus seios deliciosos fortemente, até abocanhá-los com gosto e mamá-los como um bezerro faminto, ouvindo o delicioso gemido de minha presa. Stella, muito esperta, começou a passar sua delicada mão em meu palmito diabístico, que neste momento estava assustadoramente enorme e duro como uma pedra.

A partir daí quem virou um bezerro foi ela. A garota parecia um filhote faminto com sede de leite. Eu estava em êxtase e nem avisei sobre a chegadas de meus filhos, o que nada incomodou a doce menina, pois ela engoliu os lacticínios diabísticos com vontade. Foi uma das melhores mamadas que já recebi, feita com muita maestria. Chegamos à balada e ficamos os três casais curtindo a noite. Meus amigos querendo mostrar poder para as amigas da Stella compraram um combo caríssimo, cheio de energéticos (betas sem autoconfiança querem compensar tudo com grana). Era questão de honra pegarem aquelas garotas. Percebi que alguns caras cumprimentavam Stella e suas amigas, mostrando que já eram conhecidas ali, mas isso não importa, afinal, eu só queria penetrar orifícios rosados, nada mais que isso. Não sou nenhum inocente de achar que elas não davam para centenas de caras, só iludidos acham que namoram princesinhas inocentes. De repente, vejo uma gatinha conhecida. Lembram da Mia? Sim, ela estava lá, juntamente com seu namorado (outro cara, um semialfa). Ao me ver ela fez uma cara de espanto, pois deve ter estranhado um beta B mais feio que cu cagando agarrado com uma gata e ostentando na balada. 


Ela me cumprimentou e apresentou seu corno, mal imaginando aquele coitado que Mia já foi amiga do Little Devil e já fez deliciosos carinhos orais nele. Aquilo deixou minha autoestima nas alturas. Mia, que havia me largado, me viu com uma gostosa, e o semialfa coitado estava na frente de um beta escroto que já papou sua mulher. Isso não tem preço! Mas o melhor não está aí. Mia ainda deu uma piscadela para mim e saiu com o touro, como se estivesse dizendo com os olhos: depois eu te ligo, seu gostoso! Sem mais delongas, terminei a noite com Stella na minha cama diabística fazendo um sexo selvagemente diabístico. Meus amigos pegaram o telefone das garotas, mas não tiveram a mesma sorte. Acordei de manhã olhando aquela delícia nua na minha cama, que visão linda! Ao pegar meu celular e olhar a hora vejo uma mensagem de Mia: "oi Di, foi bom te ver, como você está?". Eu me senti um sultão nesse momento. Isso só demonstra como essas safadas são loucas por dinheiro, poder, status e aparência. Stella ao ver meu poder de compra, as bebidas caras, carro etc, não hesitou em se entregar totalmente para mim. Mia ao me ver com uma gata e com um combo poderoso de bebidas, perdeu a vontade de ficar com o seu semialfa.

Vocês ainda acham que mulher liga somente para aparência e braços de salame? Vocês acham que alguma mulher sentiria tesão em ficar com um coitado que só anda de moto velha, roupas de adolescente estilo Justin Bieber, dinheiro só para comprar uma coca e uma porção de batata frita, só porque tem um braço inchado feito uma linguiça? Ou ela iria preferir andar em um carro confortável com teto solar, comer comida japonesa no barzinho, tomar drinks caros e finalizar a noite em um motel alto nível? Mulher gosta de dinheiro, conforto e status. Só faveladas ligam para pobretões falidos, que se vestem igual funkeiros. Se você é um beta B escroto como eu, não há outra escapatória se não for o dinheiro. Não gosto de ostentar, antes que saiam falando, mas que você sentir na pele o poder é bom isso é impossível de se negar. Ver as mulheres desejando estar ao seu lado é uma sensação ótima. Algum beta iludido e extremista pode falar: essas aí só olham para o dinheiro, não te amam. Eu já mando logo de cara se foder, pois que mulher não olha para isso? Para eu ser feliz só preciso de duas coisas: elixir dos deuses e vaginas. Eu disse "vaginas", não quero namoradinha e esposa, apenas sexo, pois eu só penso no prazer, porra! 

Concluindo, posso dizer que a noite foi muito boa. Só demonstra como o dinheiro é a única salvação do beta. Eu queria essa vida sempre para mim, mas ainda é um sonho. O saldo da noite foi quase R$2.700,00, ou R$900,00 para cada camarada. Foi um valor alto, confesso, mas a sensação de poder foi única e fazer isso às vezes não faz mal. Penso em não repetir essa loucura por um bom tempo, pois com esse valor faço uma festinha com três damas da luxúria perfeitas e bebendo deliciosas cervejas artesanais, a combinação perfeita de felicidade, embora tenha sido uma boa experiência! Sábado passei o dia relaxando e bebendo cervejas refrescantes. Mandei mensagens para Stella e Mia. Stella demorava para responder e não deu muita atenção, talvez por causa da ressaca. Mia conversou um pouco, mas acredito que estava com o corno ao lado e por isso não falava muito. Enfim, não ligo se elas não quiserem mais este pobre-diabo, pois o meu único amor na vida é o Dinheiro e ele compra tudo. Imaginem não precisar trabalhar e ter dinheiro para tudo isso? Lembrem-se que te contaram duas mentiras a vida inteira. Uma delas é que "o trabalho dignifica o homem"; a outra é que "o dinheiro não traz felicidade".


Um abraço do Pobre-diabo!


Obs.:
- Semana que vem entro em férias e o plano diabístico de vida alfistica entrará em ação. Aguardem! 

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Se eu pudesse voltar no tempo continuaria sendo um beta fracassado?



Introdução

Seguindo os inúmeros pedidos que tenho recebido no email diabístico (pobrediabo@protonmail.com), estarei repostando em algumas quartas-feiras os posts de maior sucesso do blog que foi perdido. Assim, trago para vocês, nobres betas, um texto muito importante para refletirmos acerca dos extremismos que as vezes acometem alguns de nós e como a consciência do nosso lugar nos ajuda a não sermos engolidos pela matrix.

_______________________________________


Uma coisa que por muitos anos me atormentou e ainda atormenta é o fato de pensar sobre o meu passado de amargura e humilhação e tentar imaginar se poderia ter sido diferente. Penso não só se eu poderia ter feito coisas diferentes no passado, mas também se determinadas escolhas tomadas poderiam ter reflexos no presente e no futuro. Se eu cuidasse do meu físico, será que eu não sofreria menos bullying e seria mais confiante? Se eu fosse mais ousado, será que faria mais amigos e pegaria mais mulheres? Se eu fosse menos bonzinho e menos romântico, será que eu não teria sido mais experiente hoje? Se eu tivesse saído com mais mulheres, será que hoje não seria tão traumatizado e seria mais atrativo para elas? Se meus pais tivessem me levado cedo ao psicólogo, será que eu seria menos introspectivo e mais sociável? Se eu tivesse estudado mais e tentado uma faculdade melhor, será que hoje tudo seria diferente? Se eu tivesse tentado intercâmbio, será que eu não daria um jeito de sumir do Brasil? E se eu tivesse empreendido, será que hoje não estaria melhor?

Uma das coisas que penso é: se eu tivesse estudado para passar no vestibular de medicina, será que hoje eu estaria melhor? Essa pergunta não precisa nem ser respondida, pois é claro que eu estaria melhor, gozaria de muito status, dinheiro, felicidade, conforto e mulheres, pois elas adoram transar com médicos, nem que tenha sido apenas uma vez, só para saírem dizendo para as amigas e futuros namorados que seu “ex” era médico, a fim de causar inveja nas amigas e demonstrar superioridade aos namorados, mostrando que são capazes de pegar coisa melhor que eles. Se eu tivesse investido em algo todo o dinheiro que ganhei, incluindo o valor do imóvel que eu tenho, minha vida seria mais confortável ou eu poderia largar meu emprego de merda? Se eu tivesse aceitado a proposta de emprego na empresa da qual eu fui treinee, eu estaria ganhando o dobro do que eu ganho hoje? Se eu tivesse estudado para aquele concurso público, minha vida seria melhor hoje? Dúvidas e mais dúvidas...


Jovem destinado a sofrer os piores bullyings por ser gordo e retardado. Enquanto isso, jovens de sua idade já estão transando

Certa vez, eu estava em um grupo de jovens na escola, todos com seus 13 ou 14 anos (eu tinha 15 e era maior que todos ali). Estava em êxtase, pois era a primeira vez que me sentia integrando um grupo. Obviamente eu só ficava quieto, pois como todo beta covarde tinha medo de falar algo e passar vergonha, porém, para parecer menos estranho, eu ria de tudo que falavam. Em determinado momento, um alfa falou: “acho que vou reprovar nessa merda de escola” e eu dei uma risada tosca para parecer enturmado, momento em que ele olhou e disse: “tá rindo do que cuzão?” Na hora me deu um calafrio, comecei a suar e mudei minha expressão (devo ter feito uma cara de espanto). Ele chegou bem perto de mim e falou: “tá achando graça seu merda?”. Eu apenas sinalizei um não com a cabeça, demonstrando respeito e não falei uma palavra. Quando olhei para o lado, as meninas estavam rindo, pareciam se divertir com a minha covardia. De repente, tomei um tapa forte na cara e fiquei em estado de choque, momento em que ouvi gargalhadas de todo mundo. “Suma daqui seu bosta”, disse o alfa, e eu, como todo pobre-diabo fracassado, fui embora de cabeça baixa, com vontade de chorar. Depois disso, eu fui humilhado até o resto do ano, o que interferiu na minha média escolar, que baixou muito, pois eu vivia triste, depressivo e envergonhado. Acredito que este fato específico trouxe um trauma que atrasou a minha perda da virgindade em muitos anos.

E se eu tivesse enfrentado o alfa que era menor do que eu? E se eu tivesse tentado ser mais descolado no grupo? E se eu fosse mais corajoso com as meninas? E se eu controlasse o medo de agir em público? E se eu cuidasse mais da minha aparência? Será que tudo isso influenciaria em algo no meu passado e hoje no meu presente? Tenho certeza que sim, pois tudo isso evitaria traumas terríveis que passei e fariam com que eu tivesse mais confiança em mim, elevando minha autoestima. Eu teria mais contatos com pessoas, que me encorajariam a alçar voos maiores, eu seria menos covarde em todos os aspectos e sofreria menos humilhações, sendo mais confiante eu estudaria mais, seria alguém muito maior hoje, não sofreria de depressão e não pensaria em fazer merdas na vida. Enfim, tenho certeza que tudo seria diferente.


Garotos pedindo para serem zoados. Seu lema é: "Defenderei a minha virgindade com todas as forças!"

Já aconteceu de eu levar uma garota para sair à noite em um bar caríssimo, dar carona, pagar porção, pagar drink e ela simplesmente me deixar sozinho para conversar com outro cara, pois ficamos cerca de 30 minutos e eu não conseguia trocar mais que cinco palavras seguidas com ela, muito menos a tocar, tudo isso por puro medo. Não bastando ela me largar para conversar com outro homem, ela voltou, pediu que eu comprasse uma bebida e retornou para os braços do cara, dividindo a bebida com ele e os dois rindo muito, certamente da minha cara de otário, burro e fracassado. No final da noite, depois de ela ter se amassado e beijado muito, obviamente quem deu carona para ela foi o perdedor aqui. Eu comi ela depois? Não preciso responder esta pergunta retórica, preciso? Se eu tivesse agido diferente desde o começo eu não teria perdido tanto dinheiro, não teria sofrido esta humilhação de uma mulher feiosa e poderia ter transado. Detalhe que esta mulher era do meu trabalho e depois disso não conseguia olhar para a cara dela de vergonha. Todo mundo que eu via rindo, de forma paranoica eu já imaginava que ela tinha contado essa história e estavam rindo de mim. Era terrível!

Pois bem, o que eu posso fazer hoje? Eu já li tudo o que vocês imaginarem de autoajuda, já fiz tratamentos com psicólogos e já li tudo sobre o movimento da real e afins, portanto, posso afirmar com convicção que o melhor a se fazer é tentar esquecer o passado e tentar ser diferente no que puder hoje. É claro que o fator beta nunca poderá ser afastado de nossas vidas, pois este encosto maligno não nos deixa em paz de jeito nenhum, entretanto podemos tentar nos desenvolver em pequenas coisas que farão grande diferença, como fazer musculação e nos alimentar melhor, usar melhores roupas, tentar ser mais sociáveis, estudar formas de interações humanas, procurar poupar mais e investir (principalmente isso!), tentar evitar contato com pessoas fracassadas piores que nós, evitar de ir em bar/baladas tops que só nos deixam piores, pois escancaram a realidade de que nenhuma mulher é atraída por nós, entre outras coisas.


Os gordos são ímãs para sofrer bullying. Imagine sendo assim ainda? Se você é, trate de emagrecer logo!

Enfim, se eu pudesse voltar no tempo continuaria sendo um beta fracassado? Claro que seria (talvez não na mesma intensidade), a menos que eu tivesse muito dinheiro, fosse famoso ou tivesse grande status, pois estas coisas vencem qualquer betismo. Por outro lado, se algumas coisas tivessem sido diferentes, poderiam determinar um rumo diferente em nossas vidas para melhor, mas mesmo assim não seriam suficientes para garantir uma vida alfística, pois esta depende de combinações genéticas poderosas, psicológico forte, questões familiares e financeiras. Portanto, como não é possível voltar no passado, considerando que as lembranças deste só nos traz amarguras, o melhor é tentar esquecer o que passou e focar no presente, buscando o desenvolvimento físico, psíquico, social e financeiro. Posts futuros falarão mais sobre isso.


Abraço do Pobre-diabo!

sábado, 25 de novembro de 2017

10 maiores mentiras que as mulheres contam


INTRODUÇÃO

Sabemos que os seres vaginados são o foco na vida de 99% dos homens, que vivem em função delas. A maioria dos homens, em especial os betas, busca obter felicidade em razão de uma mulher e tudo o que fazem em suas vidas é para chamar a atenção delas. O sujeito trabalha igual a um cavalo para ganhar mais dinheiro para por dar mais coisas para sua mulher; abre mão de prazeres para ter uma mulher por perto; estuda incessantemente para ter boas condições financeiras para atrair mulher; poupa e investe para ter mais dinheiro para conseguir mulher; aplica hormônios falsificados no corpo para ficar grande (inchado e retido por água), destruindo sua saúde, para chamar a atenção de mulher. Enfim, tudo é para elas e em razão delas. Isso acontece porque o beta é desprovido de qualidades que atraiam as fêmeas e por ter sofrido duros traumas, rejeições e celibatos, vive desesperado atrás de mulher a vida toda. 

A Filosofia Diabística busca trazer uma visão e estilo de vida diferentes. O foco da FD, é o homo betisticus (betas A, B, C e D) ser o centro de sua própria vida e não as mulheres. Para tanto, através de nossos ensinamentos se busca atingir o nível de iluminação diabística, em que sua mente será liberta dos grilhões do matrixianismo, podendo ser feliz na essência (lembrando que você só será completamente feliz tendo dinheiro, portanto, trabalhe muito, estude, se especialize, poupe e invista!). O motivo de pregarmos com veemência a nossa famosa e revolucionária Filosofia Diabística é para a salvação do beta e, também, pelo fato da capacidade - e facilidade - que as mulheres têm de os destruir psicologicamente, fisicamente, moralmente e, principalmente, financeiramente. Neste post serão destacadas as principais mentiras que as mulheres contam, para que nenhum beta caia na falsidade desses seres cruéis, astutos, falsos, ególatras, egoístas, mesquinhos, calculistas e sedentos por dinheiro, poder e status.


10 MAIORES MENTIRAS QUE AS MULHERES CONTAM


Mulheres rindo da sua cara de beta burro, inocente e iludido



1. Não ligo para dinheiro, o que mais importa é o amor

TODAS as mulheres olham para o cara devido ao seu destaque social ou ao que ele poder oferecer e isso é muito bem explicado pela TED (Teoria da Evidência Diabística). Que mulher que quer ficar saindo com um fracassado que entrega pizzas à noite, anda de moto velha e só tem capacidade de pagar batata frita em boteco nas saídas, só por ele ter o braço inchado feito uma linguiça devido ao uso abusivo de anabolizantes falsificados (mijo de rato)?. O que mais importa para elas são as sensações que o cara pode proporcionar para, além dos prazeres (menos o sexual, pois elas detestam dar para betas). Ela quer alguém para a levar em bons restaurantes, dar presentes caros, leve para viajar e paparique. De preferência ela quer um alfa com grana, mas um beta rico não seria nada mal, visto que é mais fácil de domar, adestrar e escravizar.


2. Gosto de homem romântico, honesto, trabalhador e carinhoso

Você na verdade gosta de alfas malandrões cheios da grana e comedores. Você se excita só de ver um alfa assim na sua frente, enquanto um beta romântico e carinhoso você o olha com nojo e repugnância. Você só gosta de beta com essas características para o fazer de burro de carga, um verdadeiro escravo, visto que ele fará tudo por você, te dará todo o necessário para que você não o largue. O melhor de tudo é que não precisará transar com o beta (betas são detestáveis e nojentos para elas), podendo guardar as suas energias para cornear o beta com o alfa. Mulheres só gostam de românticos para inflarem o ego delas, para dominarem eles (visto que são iludidos e sentimentais, presas fáceis) e para se exibirem para as amigas e nas redes sociais (mostrar que são especiais e dominadoras).


3. Eu fiquei com pouca gente (ou só transou com o ex)

Mentira descarada. Ela possui uma imensa coleção mental de imagens penianas em sua mente. Já provou diversos falos desde a mais tenra idade e só de olhar o seu pipi ridículo de pequeno e o seu jeito de beta perdedor ela já sabe que o sexo com você vai ser uma merda, completamente enfadonho. Ela recebe mensagens de todos os lados, elogios, brincadeirinhas que homens fazem para chamar sua atenção, convites etc. A verdade é que desde a adolescência ela dá (enquanto betas na mesma idade ficavam trancados no quarto ouvindo músicas românticas e escrevendo cartinhas de amor, imaginando a garota mais linda da escola como sendo sua princesa encantada. Beta não merece apanhar?). Ela tem praticamente um menu de homens que pode escolher a qualquer momento e ainda você acha que ela não ficou com quase ninguém? Com certeza você beta escroto é a última opção no menu de falos dela, a opção mais ruim e barata, a sobra, ou melhor, você nem consta no menu dela de tão repugnante e detestável que você é.


4. Nunca fico com ninguém na balada

Mais uma mentira ridícula. As mulheres recebem inúmeras cantadas nesse tipo de ambiente e elas podem escolher à vontade quem quer ou quantos quer, pois homens são sedentos por sexo e dão em cima de todas que verem pela frente, humilhando-se e torrando grana para as de maior barganha (mais bonitas). Adoram ser olhadas e desejadas por alfas e sonham em encontrar um na balada, dentro do camarote ostentando muita grana. Elas enchem a cara nas baladas com suas amigas e saem disputando quem pega o melhor cara e ao verem um alfa e o seu estilo predador, jogam-se em seus braços e oferecem-lhe todos os seus orifícios, pois ele é merecedor dos maiores prazeres possíveis. O beta, por sua vez, é merecedor de muita surra, humilhações, bullyings, olhares de nojo e raiva, pois é proibido pelo universo de poder ter acesso fácil à vaginas e sexo de qualidade.


5. Não transo no primeiro encontro

Isso é verdade o que ela falou, mas em partes. Ela não transa no primeiro encontro se estiver saindo com um beta imundo, ridículo e escroto igual a você. Porém, se estiver saindo com uma alfa, ela não só fica com o cara, como também volta para casa com a boca massageando o falo dele enquanto dirige e ao chegar em sua casa, senta de forma incessante. Por fim, ela pede para tomar seus lacticínios. O beta, por sua vez, sai do encontro saltitante de tão feliz por ter dado apenas beijinhos nela ou nem isso. Já ela, ao chegar em casa, abre suas redes sociais e começa a verificar outras opções melhores que você, pois recebe cantadas e convites a todo instante.


6. Eu te amo

Mentira. Primeiro porque amor não existe. Segundo porque ela gosta mesmo é o que você pode proporcionar para ela em termos de diversão, passatempos, conforto e status. Ela ama apenas ela mesma. Você é visto somente com o que pode oferecer para ela. Se você não tem nenhuma utilidade, então será duramente castigado, corneado e largado por ela. Conseguem imaginar um betinha escroto namorando uma garota bonitinha, e para isso ele gastou todas as suas economias em um carro bom financiado e fica dando presentes, viagens e saídas caros para a namoradinha, tudo isso para compensar a pouca barganha que tem perante ela (beleza é a barganha delas). Obviamente que uma hora o dinheiro do coitado vai ficar curto e ela não aceitando jamais baixar o seu nível de vida e status, começa a sentir ainda mais nojo do beta e ao primeiro sinal que o alfa com mais grana faça para ela, ela abandona o betinha sem dó e ainda tira tudo o que ele tem, até a dignidade.


7. O seu pau é o melhor

Você sabe muito bem que esse seu pau murcho, fino e pequeno é ridículo. Sabe também que ela não acha graça nenhuma em transar com você, pois é feio, broxante e fode mal. Ela já viu e sentir muitíssimos pênis, de todos os tipos, já realizou várias fantasias e feitiches, pegou caras de vários tipos, então coloque na sua mente imunda que sim, ela transou com caras muito melhores que você, mais pintudos e que destruíram ela na cama e desses ela nunca esquece. O sexo com um beta é chato e enfadonho para elas. Preferem fazer as unhas, assistir TV, fuçar as redes sociais, ir ao shopping, brincar com cachorrinho, tudo isso, menos transar com você.


8. Não sou dessas de sair dando. Tem que namorar!

Mais uma falsidade tremenda. Todos sabem que você dava para alfas na escola, na faculdade transava no carro dos alfas depois das cervejadas e na balada sempre que via um alfa se molhava toda. Elas ficam altamente excitadas quando saem com um cara boa pinta, confiante, com grana e comedor. Basta apenas o cara a pegar com força que fará a dama se jogar em seus braços e pedir para ser devorada. Isso acontece inclusive se ela estiver namorando um betinha, pois elas não respeitam betas fracos e fracassados e adoram trair seus namoradinhos toscos com alfas. Obviamente que o cara tem que demonstrar ter algo que chame a atenção, nenhuma mulher vai ficar excitada e dará assim para um frentista de posto, com corpo inchado, que anda de moto velha e a leva para comer batata frita em boteco. Ou seja, o beta é o único para quem ela não dá.


9. Ela não gosta de fazer anal, boquete ou finalizar na boca e diz que nunca fez (ou só fez com o ex) 

Ela fala isso somente para você beta que não desperta vontade nenhuma nela. Com certeza já deve ter feito várias vezes sexos incríveis com alfas. Agora quando se trata do beta, quanto menos sexo ela precisar fazer melhor é, pois ela acha enfadonho e cansativo isso. Pior ainda é ter que fazer anal e ficar machucada ou tomar gozo por causa de um beta asqueroso e nojento. Para ela você não merece essas coisas e teria que dar algo extremamente fora do comum para ganhar isso (tipo uma bolsa de 5k). Só de imaginar ter que fazer essas coisas com o beta ela já fica com raiva, por isso propõe o tempo todo de fazer outras coisas ao invés de transar. E quando elas transam com o beta, é só para cumprir protocolo, compensar ou com o objetivo de conseguir algo, lembrando que sempre fará um sexo sem graça e sem vontade. Entretanto, se for um alfa ela se entregará por inteira para ele e fará tudo o que ele quiser e mandar, pois ela o respeita e quer dar o máximo de prazer para ele.


10. Penso em ter uma família, casar e ter filhos

Na verdade ela sabe que uma hora ficará velha e sua beleza não mais servirá de barganha para nada. Ela sabe que uma hora terá que aprisionar algum trouxa para a bancar e quer ter um filho para dar importância e sentido para sua vida. Sabe que se não fizer isso logo vai acabar sobrando e a probabilidade de conseguir pegar um cara com boas condições sendo velha e gorda será muito mais baixa. Ela sabe que o tempo é implacável com elas, destrói os seus corpos, portanto precisam o quanto antes escravizar algum animal impensante. Depois que ela tem filho, seu corpo vira um desastre, fica gorda, flácida e com tetas e bunda caídas e horríveis. O betinha, como é um homem honrado, não largará sua esposinha, o amor da sua vida, e elas sabem muito bem disso. Enfim, o beta só entra nessa história para dar segurança, pagar todas as contas e proporcionar conforto e prazer para ela e para a sua prole. 


CONCLUSÃO

Preciso dizer mais uma vez que mulher não gosta de homem, gosta de dinheiro? Betas, pelo amor dos deuses, parem de se iludir com elas! Pensem unicamente em vocês mesmos, no seu conforto e prazer. Tudo o que você fizer por elas não será retribuído (menos ainda em se tratando de sexo). Pare de se humilhar para elas, para de gastar todo o seu tempo e dinheiro com elas. Seja realista e faça tudo apenas pensando no sexo. Se for para fazer algo para ela, deixe bem claro que você quer sexo. Nada de fazer coisas objetivando receber um sorriso dela e ver ela feliz. Saiba que com o alfa ela é a mulher safada, que faz cara de prazer, morde os lábios e grita sentando em seu falo. Com você betinha ela é a menininha inocente, que não faz sexo por fazer e tem que ser conquistada para você poder ganhar um beijinho no rosto. 

Não caiam nas armadilhas e mentiras delas. Não existem motivos para você dar o seu suado dinheiro a elas em razão de algo abstrato e sem sentido (que a sociedade chama de amor). Se for para dar algo, que você deixe claro que quer algo em troca para a sua satisfação também, em especial o sexo (e que não precise gastar tanto também, pois seria melhor sair com uma dama da luxúria). O que me deixa mais triste é saber que bilhões de betas espalhado pelo mundo afora ainda se iludem com elas e acreditam nas 10 mentiras que elas contam. Por isso que a Filosofia Diabística prega tanto o fim dos extremismos e ilusões, que tanto cegam os betas, considerando unicamente a racionalidade e realidade.


Um abraço do Pobre-diabo! 

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

TESTE DE VERIFICAÇÃO DE PERSONALIDADE ALFA-BETÍSTICA


Introdução

Você é um alfa ou um beta? Devido a importância deste assunto e considerando que vários posts do reduto diabístico foram perdidos, decidimos trazer novamente os incríveis textos já produzidos aqui. Desta forma, trago para os senhores o famoso Teste de Verificação de Personalidade Alfa-betística, publicado na data de 30 de novembro de 2016, estudo científico este que fez um sucesso estrondoso na Diabosfera, entrou para a história do Movimento Diabístico, revolucionou o conhecimento betístico de mundo e ditou tendências. Com este teste, você poderá responder de forma científica o que você de fato é (no meu caso, um Beta B, mais feio que cu cagando).

Esse teste foi elaborado com a finalidade de determinar a personalidade e o nível Alfa-betísticos do homem, analisando-se características físicas, psicológicas, sociais e comportamentais individuais. Seu uso é fundamentado, basicamente, nas relações humanas e é através dele que se pode entender a dinâmica social Alfa-betística, a que ponto mudanças são possíveis e em que medidas elas podem acontecer, visando o bem-estar social do indivíduo e da coletividade.

No teste, a fim de ser o mais fidedigno possível à realidade do homem, são trabalhadas questões sociais (relacionamentos interpessoais fraternais e afetivos), psicológicas, comportamentais, físicas, sexuais e profissionais, totalizando 20 questões de múltipla escolha, devendo ser assinalada apenas uma alternativa em cada. Cada questão possui uma pontuação (a=5, b=4, c=3, d=2, e e=1), devendo ser somadas todas as alternativas a fim de se chegar ao Número Alfa-betístico, que varia entre 20 e 100. Obtido o número Alfa-betístico, deverá ser consultada a tabela de classificação do nível de personalidade Alfa- betística, a qual possui seis classificações: Alfa, Semialfa, Beta A (nível normal), Beta B (nível médio), Beta C (nível imundícia) e Beta D (nível excremento). Enfim, Vamos ao teste!


TESTE DE VERIFICAÇÃO DE PERSONALIDADE ALFA-BETÍSTICA


1. Qual sua estatura?
a) Mais de 1,80m;
b) Entre 1,75m e 1,80m;
c) Entre 1,70m e 1,75m;
d) Entre 1,65m e 1,70m;
e) Até 1,65m.

2. Com relação ao seu peso:
a) É sarado, possui braços volumosos e peitoral protuberante;
b) Tem corpo normal, não é gordo e nem magro; as roupas caem bem em você;
c) Você é um pouco acima do peso (tem “tetinhas”) ou é um pouco magro e tem ombros finos;
d) Você é gordinho com “tetinha” ou magrelo com braço de cabo de vassoura, possuindo o quadril mais largo em relação aos ombros;
e) Você é gorducho ou magricelo ao extremo.

3. Sua voz:
a) É grossa e potente em volume;
b) É grossa, mas não muito alta;
c) Voz normal, não chama a atenção quando você fala;
d) Entre voz fina e voz de adolescente no início da puberdade ou voz rouca;
e) Voz fina.

4. Com relação a sua aparência:
a) Tem boa aparência e chama a atenção das pessoas pela beleza. Rosto quadrado, nariz e pele bonita. É muito elogiado;
b) Tem boa aparência, traços delicados, mas não chega a ser um galã;
c) Aparência normal, nem bonito, nem feio. Pode ter pequenos problemas com acne;
d) Feio e pode ter problemas com acne ou cicatrizes de acne. Pode usar óculos;
e) É horrível e causa repulsa nas pessoas. Rosto com traços assustadores e desproporcionais. Tem problemas sérios com acne ou pele com bastante cicatriz de acne. Pode usar óculos com lente grossa ou ter defeito físico visível.

5. Como você se veste?
a) Usa roupas com bom caimento, seguindo o padrão. Pode estar na moda. Chama a atenção positivamente;
b) Usa roupas com bom caimento;
c) Usa roupas normais, que não chamam a atenção positivamente e nem negativamente;
d) Usa roupas que não combinam com seu corpo te deixando mais estranho e tosco do que já é ou se veste para ser aceito em grupos isolados (geralmente nerd), como alternativos ou cosplay;
e) Usa roupas que, definitivamente, não combinam ou roupas de pobre/mendigo, causando repulsas terríveis nas pessoas, as quais sentem vergonha de serem vistas conversando com você. Podem dizer que você é nerd, desleixado, tosco, fedido, entre outras qualidades negativas.

6. O que você faz no seu trabalho? (Se está desempregado recentemente marque o que fazia antes)
a) Diretor, gerente, chefe, cargo de comandou proprietário de um negócio grande, possuindo um salário muito bom;
b) Cargo em que você tem poucos subordinados ou é autônomo e possui salário relativamente bom;
c) Você trabalha em uma função tranquila, sem muita gente mandando em você, ou é autônomo em um pequeno negócio com pouquíssimos funcionários;
d) Você está na base da pirâmide, um reles trabalhador mandado por todos. Possui salário baixo;
e) Desempregado há um bom tempo, tem currículo ruim e não consegue nem subempregos.

7. Quando você chega a um grupo novo de pessoas:
a) Consegue se integrar facilmente, faz vários amigos e se destaca;
b) Consegue se integrar normalmente e faz vários amigos;
c) Apenas participa do grupo, fazendo um ou dois amigos, mas não se destaca;
d) Não consegue se integrar, não consegue se manifestar e não demonstra segurança ou bons atributos para novas amizades;
e) Não consegue se integrar e fazer novas amizades, tem medo das pessoas, fica com vergonha e gagueja quando tem que se manifestar; as pessoas tiram sarro de você.

8. Quando precisa falar com alguém novo ou em frente às pessoas:
a) Você fala bem, demonstra confiança e é engraçado (não um palhaço tipo o Tiririca);
b) Fala bem e sabe transmitir o seu recado;
c) Transmite o recado, mas não chama a atenção de ninguém;
d) Não consegue falar bem em público e fica nervoso;
e) Não consegue falar bem em público, fica nervoso, gagueja e se perde na fala; não transmite nenhuma confiança.

9. Com relação à pequenos reparos:
a) Você entende pelo menos o básico de mecânica automotiva e pequenos reparos domésticos (não precisa saber tudo ou ter noções aprofundadas);
b) Sabe um pouco de tudo; se não sabe, pesquisa, aprende e faz;
c) Sabe fazer pequenas coisas que não requerem conhecimento específico, mas prefere chamar alguém para fazer;
d) A maioria das coisas não sabe fazer e se sabe o básico, prefere não fazer para não passar vergonha;
e) Não sabe fazer nada e é atrapalhado. Um verdadeiro inútil.

10. Em uma discussão:
a) Você defende o seu ponto de vista com bons argumentos, boa entonação de voz, demonstrando confiança e um bom poder de persuasão;
b) Sabe argumentar, fazendo isso quando necessário;
c) Evita discutir e se discute, prefere as saídas que não te exponham na frente dos outros;
d) Demonstra insegurança e nervosismo; prefere não discutir, aceitando o que falam;
e) Aceita tudo o que falam, trava na hora de falar, gagueja, pede desculpas mesmo sem dever nada e mostra claramente a sua insegurança e nervosismo.

11. Você tem quantos amigos de verdade para se divertir (fazem churrascos, tomam cerveja, jogam futebol, pescam e falam de mulher)?
a) Mais de 5;
b) Entre 3 e 5;
c) 2;
d) 1;
e) Nenhum.

12. Seus amigos:
a) São descolados e te adoram; não abrem mão de te convidar para se divertir;
b) São descolados e você sai com eles com certa regularidade;
c) Tem poucos amigos e eles são normais, não fedem e não cheiram;
d) Tem poucos amigos e eles são toscos como você ou até mais;
e) Não tem amigos, porque ninguém gosta de você.

13. O que você gosta de fazer depois do trabalho?
a) Sai feliz do trabalho e sobra tempo para outras atividades (faculdade, curso, academia, happy hour etc.);
b) Chega cansado, mas não abre mão de atividades essenciais (cursos, academia etc.);
c) Chega em casa, conversa com familiares, amigo ou companheira, assiste tv e come;
d) Chega destruído, triste e só quer saber de dormir;
e) Está desempregado, desolado, não consegue emprego e fica depressivo em casa.

14. O que você gosta de fazer nos fins de semana?
a) Tem hobbies com contato físico e social que não abre mão (futebol, pesca, luta etc.), aliado a happy hour (não precisa ser em todos os fins de semana, mas na maioria). Sempre tem uma mulher para transar quando está com vontade;
b) Happy hour pelo menos um fim de semana por mês, têm pelo menos uma ficante/namorada e você transa quando tem vontade;
c) Às vezes você sai com poucos amigos ou fica com uma mulher quando sai. Pode sair com namorada/ficante e de vez enquanto faz um sexo;
d) Programa chato com amigo tosco e sem graça ou pode ter uma namoradinha feia e zoada, vocês até saem, mas você sempre paga a conta e transa muito pouco com ela;
e) Fica sozinho em casa, depressivo, assistindo séries, pornô ou jogando vídeo game.

15. Em eventos sociais, se estiver solteiro (festa, bar, balada ou baile):
a) Vai com uma boa companhia feminina ou até amigos descolados, diverte-se muito, conhece pessoas novas, troca telefones e garante um sexo posterior, não se preocupando em se relacionar com alguém, pois isso acontece naturalmente;
b) Vai com acompanhante mulher ou amigos, e lá se diverte sem se preocupar com o que acontecerá na noite.;
c) Conversa um pouco e até consegue se relacionar com uma mulher mediana de vez em quando;
d) Vai sozinho ou com amigos toscos, gasta bastante dinheiro com bebida, bebe para tentar ganhar confiança, sente-se deslocado e não se relaciona com ninguém;
e) Vai sozinho ou com amigos toscos, gasta bastante dinheiro com bebida, bebe para tentar ganhar confiança, sente-se deslocado e não se relaciona com ninguém. Termina a noite vendo que não se divertiu, torrou dinheiro e se sente uma insignificante e desprezível, que morrerá sozinho.

16. Em grupos sociais, com as mulheres, você:
a) Tem um bom contato com elas, não teme a aproximação, tem o respeito e a admiração delas;
b) Tem um bom contato com elas e não teme a aproximação;
c) Conversa um pouco, mas não chama a atenção de nenhuma;
d) Até conversa se necessário, mas evita por não se sentir aceito no grupo. Caso tenha amizade, você é o “amiguinho delas”, aquele pobre escravo que vive fazendo favores, mas nunca pega. Quando sai com alguma, paga horrores para as agradar;
e) É invisível para elas ou motivo de chacota. Elas têm nojo de se aproximar de
você.

17. Quando você tem um encontro ou vai a algum evento social onde tenham mulheres:
a) Você vai de carro, cujo valor é maior que R$50.000,00 mil;
b) Você vai de carro, cujo valor é entre R$30.000,00 e R$50.000,00;
c) Você vai de carro popular;
d) Você vai de carro velho e podre ou de moto lixo;
e) Você vai de ônibus ou não vai.

18. Com quantas mulheres você já teve relações sexuais (prostitutas não contam)?
a) Mais de 10;
b) Entre 5 e 10;
c) Entre 3 e 5;
d) 1 ou 2;
e) Nunca transou.

19. Quanto tempo, geralmente, você fica sem transar?
a) Até 15 dias;
b) Entre 15 dias e 1 mês;
c) Entre 1 e 3 meses;
d) Mais de 3 meses;
e) Nunca transou.

20. Quando você faz sexo (com prostitutas não conta):
a) Você faz um sexo selvagem. A mulher sente muito prazer, demonstra entusiasmo, faz sexo oral caprichado, geme de prazer e tem muito tesão em te fazer gozar; elas sempre querem mais e te procuram;
b) Faz um sexo legal, gostoso, fazendo com que elas queiram repetir a dose;
c) Segue a sequência sempre, sem variar muito. Você sempre tem que procurar a mulher para o sexo e agradá-las bastante para poder “merecer” ganhar;
d) Faz sexo raramente, e quando faz parece que é um sexo morno e sem graça. A mulher não se sente à vontade com você e dificilmente quer repetir;
e) Você não faz sexo porque nenhuma mulher te quer.

-----------------------------------------------------------------------


NÚMERO ALFA-BETÍSTICO

Cada uma das 20 alternativas possui uma pontuação específica (a=5, b=4, c=3, d=2, e e=1). Devem ser somadas as pontuações das 20 alternativas a fim de se constituir o número Alfa-betístico, que varia de 20 a 100.

Fórmula alternativa: nº A x 5 + nº B x 4 + nº C x 3 + nº D x 2 + nº E x 1 = número Alfa-betístico


CLASSIFICAÇÃO DOS NÍVEIS DE PERSONALIDADE ALFA-BETÍSTICA

Com o número Alfa-betístico, basta consultar abaixo o intervalo de pontuação correspondente a cada classificação de nível Alfa-betísticos e saber se você é um alfa, semialfa, beta A, beta B, beta C ou beta D. 

Alfa: 91-100
Semialfa: 76-90
Beta A: 51-75
Beta B: 41-50
Beta C: 26-40
Beta D: 20-25


Atenção:
- Será postado na sequência os conceitos relativos à cada personalidade Alfa-betística;
- O intuito do teste é ser objetivo, com o mínimo de questões possível, para ser mais rápido de ser respondido e mais dinâmico, porém sem perder a confiabilidade dos resultados;
- Embora para alguns este teste pareça óbvio, ele fornece meios formais para se classificar personalidades e servir como fonte de citação;
- As perguntas de número 1 a 5 abrangem questões envolvendo características físicas; as de 6 a 10 envolvem questões profissionais; as de 11 a 15 tratam sobre relacionamentos interpessoais fraternais; as de 16 a 20 tratam sobre relacionamentos interpessoais afetivos;
- O teste pode não dar certo caso o homem seja muito jovem (16 a 19 anos, por exemplo) e não tenha renda, posses e experiências sociais/afetivas em virtude da idade como uma limitadora. Para tanto, nesses casos, deverá fazer uma projeção de como seria sua vida.
- Esse teste não pode ser usado por mulheres e nem adaptado para elas;
- O nível Alfa só pode ser atingido por Semialfas, jamais por Betas;
- O nível Beta A pode se desenvolver e chegar perto do nível Semialfa; O Beta B também pode, mas com uma dificuldade muito grande, sendo raro isso acontecer;
- Pode existir transição entre os níveis Betas (A, B, C e D), porém a dificuldade se eleva quanto mais se aproximar ao nível D;
- Os níveis Beta C e D são difíceis de transpor, sendo muito difícil isso acontecer. Geralmente este tipo permanece a vida inteira nesse nível, principalmente os últimos;
- A maior parte dos indivíduos são Beta A;
- Alfas e Betas D são mais raros;
- Nas próximas postagens terão mais informações sobre os níveis, como ascender, entre outras dicas;
- Postem seus resultados nos comentários, opiniões sobre o teste, dúvidas, críticas e sugestões.


Um abraço do Pobre-diabo!